Quer saber o que está acontecendo por aí? Receber promoções exclusivas? Deixe seu email.

sábado, 7 de janeiro de 2012

Acessorize!

Dia 16/01/2012
Mamães e Papai participantes, já fiz o sorteio do site do Random.org.

Primeiro, segue a tabela coma  numeração de vocês...


Dedos cruzados...

O número que o Random.org gerou é...



Parabéns para a vencedora. Os demais, chequem sua mail box, por favor.

E muito obrigada por todos os participantes!!!

Dia 14/01/2012
Aaaaaaah!!!! Acabou a primeira promoção do ano...
Para os participantes, fica meu agradecimento por aceitarem essa viagem no tempo, com direito a muita história legal...
Na segunda-feira eu sortearei o vale compras no site da Laçaroty, no valor de 100 reais. Fiquem atentos ao email!!!!
Dúvidas? Escreva para baixomamae@gmail.com ou lacaroty@lacaroty.com.br

Roberta.

Dia 12/01/2012
Amanhã é sexta-feira 13. E apesar da tradição, boas coisas aguardam a ganhadora do sorteio... Como isso:




Ou isso:



Então leia com calma o texto abaixo e não esqueça de deixar um comentário...

Dia 07/01/2012
Laços, presilhas, tiaras, fitas, cintos. Acessórios são os melhores amigos de toda mulher. Desde cedo, são figuras obrigatórias na composição de qualquer visual. Tanto que usar acessórios virou uma expressão em inglês: Acessorize!

Quando as meninas são apenas bebês, as mães cuidam dessa parte fashion do universo feminino. Pensando nessas mulheres, foi criada a Laçaroty. Segundo Graziella Moraes, idealizadora da marca, “nossos produtos são fabricados a mão utilizando matéria-prima 100% importada".

A empresa surgiu pela necessidade das mães que procuravam peças de qualidade e não encontravam laçarotes de gorgurão charmosos, modernos e com cores e estampas atuais. É impossível não se amarrar nesses laços!!



Eu sou mãe de menino e vivo o lado oposto dessa realidade. Não há muitos acessórios para eles. Nessa hora, a Laçaroty nos salva também! Pelo site www.lacaroty.com.br você poderá conhecer os lindos cintos para meninos descolados e elegantes.

Como o mês de Janeiro costuma ser muito paradão, o Baixo Mamãe e a Laçaroty pensaram num jeito de deixar as coisas mais agitadas: vamos acessorize!!!


Seguem as regras do jogo:

Para deixar as moçoilas mais elegantes nesta estação, vamos sortear um kit no valor de R$100,00. Para isso, basta deixar um comentário aqui no post, dizendo o que você mais se amarrava na sua infância. Recordar é viver...Ao final do comentário, deixe seu nome e email para eu entrar em contato...

Irão valer os comentários deixados do dia 09 até o dia 13 de Janeiro. Na seguda-feira, dia 16, eu vou sortear pelo Random.org a vencedora.

Depois, a sortuda só precisa entrar no site da Laçaroty (www.lacaroty.com.br) e usar seu prêmio!!!!

Eu lembro de como a minha mãe me sentava na cadeira da penteadeira e desembaraçava meu cabelo, fazia 'chiquinhas' e me mandava pra escola assim, toda arrumadinha. Eu voltava parecendo que tinha sido devorada por um tornado americano, mas ... Isso é para outra promoção...


Para as 10 primeiras mães que participarem, a Laçaroty mandará um presentinho...
:)

Nada como uma promoçãozinha para começar o ano bem, né?

Boa sorte, mamães!!!!

Roberta.
baixomamae@gmail.com

P.S.: Essa promoção é só o começo... Janeiro é mês de liquidação aqui no blog...
;)

19 comentários:

  1. o que eu mais me marrava na minha infância era o verão: Cheiro de Jasmim, cigarra e chuva no fim da tarde!

    ResponderExcluir
  2. Uma das minhas lembranças de infância também é da minha mãe penteando meu cabelo para passear. O meu corte era de channel gatinho, com as pontinhas viradas para fora. Um cabelo bem fininho, loiro, quase ruivo e ainda com duas chiquinhas. Mas, os lacinhos tinham que ser da mesma cor da roupa, tudo combinando!!! Da mesma forma como eu faço ainda hoje com a minha filha. Amo de paixão o trabalho da Grazielle e os laços da Laçaroty dela são a salvação para as poucas mechinhas de cabelo da minha pequena Sofia de 1 ano. Erika Soos (erikasoos@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  3. O que eu mais gostava na minha infancia eram as idas e vindas de bicicleta para todos os lugares, ficar até tarde na rua brincando de pique, tomar banho de magueira no verão, enfim, vida na cidade pequena! Marcia, nutela33@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Minha melhor lembrança, como a da maioria das meninas, é da minha mãe. Lembro o carinho imenso que nos recebia, eu e minhas irmãs, quando chegávamos da escola, sempre agitadas e famintas. Comida deliciosa, fresquinha e muito mimos. Que saudade! Amo você, MÃE!

    Vanessa Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Eu me lembro das tardes maravilhosas na casa da minha avó no Humaitá... nossa, que saudade! A melhor recordação que tenho é de quando minha mãe vinha trazendo a minha mamadeira morninha de Toddy e eu tomava tudinho deitada no sofá vendo a Sessão da Tarde!!!
    Ciça Bernardes (cicabernardes@gmail.com)

    ResponderExcluir
  6. Minha lembrança também era da minha mãe penteando meus cabelos e fazendo longas tranças, chiquinhas, rabos...
    O que eu mais gostava era de fugir dela e sair correndo de cabelos soltos, e no final ficava parecendo uma juba de leoa. Quando ela me capturava a maria-chiquinha ficava tão forte que eu parecia filha de japa (ocom os olhinhos puxadinhos...rs...)
    Monica Ieker (monica.ieker@gmail.com)

    ResponderExcluir
  7. minha maior lembrança na infância são as viagens de férias, com a família toda...pai, mãe e meus 4 irmãos, sempre na casa de praia ou em Friburgo...
    Carla Freitas - afreitascarla@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Tirar as presilhas dos cabelos das minhas amigas e sair correndo. Hoje estou casado com uma delas. A minha filha fica linda com estes laços!
    Fernando Harnik - ferharnik@terra.com.br

    ResponderExcluir
  9. Vou postar para a minha amiga Letícia, mãe da pequena Julia:

    "Qdo eu era bem pequenina era conhecida no bairro como cachinhos dourados, pois tinha cabelos cumpridos, louros e encaracolados! Minha mae nao permitia que eu saisse para passear sem um acessossorIo na cabeca!!! Hj qdo vejo meus retratos morro de rir com diversos penteados fitas e lacos!!! Agora faco o mesmo com minha filha que nao desce sem um lacinho..."
    Letícia (leticiafarah@yahoo.com.br), mãe da Julia de 9 meses.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a promo! e não poderia deixar de participar!
    Quando li o post logo lembrei da boneca de longos cabelos, muitos acessórios para pentear, cortar, enfeitar. Tinha tesoura, baby liss, frizador!!!! eu amava, ficava horas penteando a coitada da boneca!
    ah, faltou contar a segunda etapa: potinhos e pincéis para o make!
    Talvez minha mãe tenha guardado até hoje essa boneca. Será?!

    bjs e vou divulgar a promo lá no face da Orangotango!
    Orangotango - contato@orangotangoloja.com.br

    ResponderExcluir
  11. O QUE EU MAIS ADORAVA NA MINHA INFÂNCIA ERA INVADIR O QUARTO DA MINHA MÃE... COLOCAR AS ROUPAS DELA, UMA PERUCA IMENSA DE UMA FANTASIA DE ÍNDIA QUE ELA TINHA E FICAR BRINCANDO DE "OI AMIGA" (UMA BRINCADEIRA QUE EU E MINHA IRMÃ INVENTAMOS COM UNS 5 ANOS... RSRSRS) E DEPOIS QUE MINHA MÃE CHEGASSE DO TRABALHO, FINGIA QUE ERA UMA AMIGA DELA!!! BATIA ALTOS PAPOS!!! HAHAHAHA E EU LEMBRO QUE ESSA BRINCADEIRA DUROU MUITOS ANOS... AI SAUDADESS!!!
    Roberta Guerra (rccg@ig.com.br), mamãe do Arthur... que chega em fevereiro...

    ResponderExcluir
  12. Minha melhor lembranca da infancia sao as ferias que passava na casa dos meus avos em Belo Horizonte! Somos muitos netos e a gente fazia a maior farra! Meu avo sempre levava a criancada para tomar sorvete! Na hora de escolher o sabor era sempre a maior confusao! Meu avo no meio daquela gritaria resolvi assim: Manga pra todo mundo! hahahaha adoro! lembro sempre dessas ferias com muito carinho e saudade!

    ResponderExcluir
  13. Minha melhor lembrança da infância é a infância como um todo. Época mágica, em que tudo é possível. Me lembro, com muito carinho, do meu pai nos fazendo ler, da coleção de livros, da coleção Disquinho, da coleção de história em quadrinhos. Me lembro, rindo muito, de jogar papéis no ar com minha irmã, reproduzindo nosso próprio 'sorteio da Xuxa' em casa - lembram? Me lembro, com muito amor, do nascimento do meu irmão, nove anos mais novo, e de como era nosso boneco! Nós o enfeitávamos MUITO, e isto numa época - anos 80 - em que não se falava em acessórios masculinos para bebê. Mas, quem disse? Ele tinha bonés, cintos e até gravatinhas! Tudo que um menininho fashion podia querer... Agora, faço o mesmo com o meu filhote. E, ansiosa, espero a chegada da minha filhota, para ver o meu mundo de bonés virar um mundo de bonés e fitas de cabelo...

    Beijos, Dadá
    http://umahistorinhapordia.blogspot.com
    eneidahoracio@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. O melhor da minha infância sem dúvida era a casa da minha avó, q fica no interior do Espírito Santo, uma cidadezinha chamada Matilde. Lá criança é criança de verdade, andar com os pés descalços no chão de barro, subir em árvore pra pegar goiaba, tomar banho de rio com roupa e tudo, e os cheiros??? cheiro de flores, cheiro de comida de vó feita no fogão a lenha, cheiro de taco da vovó.Tudo era tão intenso q o dia passava rapidinho e no outro dia era a mesma alegria. Tirar leite da vaca, dar milho as galinhas, pescar com vara de bambú. ahhh como era bom ser criança.

    ResponderExcluir
  15. Minha maior lembrança é, quando eu tinha uns 6/7 anos, na hora do meu almoço, onde eu sentava à mesa para comer toda arrumada para ir a escola, tomada banho, com os cabelos espichados (literalmente, rs...) ou num rabo de cavalo, ou num coque que a minha irmã mais velha fazia em mim! Chegava a escola limpinha, cheirosinha, e quando saía, parecia que eu estava no meio do furacão, toda descabelada, com a blusa pra fora da saia plissada, as meias 3/4 arreadas, e tudo isso sob os olhares repreensivos das irmãs de caridade. Sim, minhas queridas, sou do tempo em que a melhor educação vinha de um colégio de freiras, com o risco de fazer parte do grupo das alunas internas, se eu não obedecesse e não fosse a mais comportada da sala! Acredito que meu anjo da guarda foi muito forte e fez com que as "irmãs" de caridade nunca me quisessem por lá, sabendo do abacaxi que teriam que descascar caso isso acontecesse... rsss... E o mais engraçado disso tudo é que hoje, minha neta Valentina, de 8 anos, é igualzinha a mim, e estuda no mesmo colégio que eu estudei, só que ela não corre o risco de ir pro internato, já que o mesmo foi banido há muitos anos atrás... (sorte dela!)rsss...
    Mil beijos e Feliz 2012! Adorei o seu blog, parabéns!

    Risa Carvalho Faria
    risa.carvalho@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  16. Segue o comentário da Liliana Loureiro:

    "segue meu comentário de uma lembrança da infância: das muitas que eu tenho (!), lembrei vendo as meninas de laçarotes no cabelo, que eu tinha uma maletinha forrada de tecido onde eu guardava um monte de apetrechos de plástico, tipo colares e presilhas de cabelo....tinha uns anéis, uns batons de plástico...rsrsrsrs! Eu devia ter uns 3 anos mas me lembro bem! Eu dizia que eram meus "ouros"!!! E adorava brincar que eu ia viajar levando meus "ouros" comigo...hihihihi!! Nessa tb entrava um penhoar de seda vermelho da minha mãe daqueles pra andar na ponta dos pés ;)!! Acho que toda menina brincou disso né?!

    Bjos!
    Lili."

    liliana.bl@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Infância???? Pra mim são as histórias contadas antes de dormir.... Esse livro é a minha infância:
    www.cucadegentemiuda.com/2011/12021/a-manha-e-uma-crianca/
    Erica Nathair

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou no meu comentário:
      Erica Nathair, mãe da Yasmin (8anos) e Nicole(11meses)
      ericanferraz@gmail.com

      Excluir
  18. Segue o comentário de Mônica Maia:

    "As coisas que me vêem a cabeça: tomar banho de chuva na varanda, descer a rua de carrinho de rolimã, polícia e ladrão e jogar bola. Não se parecem muito com coisas de menina mas eu adorava. Já os laços e acessórios... Péssimo exemplo para uma filha. E quem diria que eu seria mãe de uma mini peruazinha fofa que AMA acessórios e que se pudesse usaria todos ao mesmo tempo agora!!!! É a vida."

    Mãe da Maria Luisa - 05 anos.
    mcapmaia@gmail.com

    ResponderExcluir